Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

GAECO NA CIDADE?

Segundo o Sol do Carajás, viaturas do GAECO estariam na cidade em diligências. Vamos colocar nossos correspondentes de plantão para informar tudo a você, que é o leitor mais top da região.

SESSÃO DE 1º DE SETEMBRO - O QUE RESTOU

Ontem, 1º de setembro a câmara iniciou um novo círculo de sua história. Novo mas nem tanto. Diria que nossos bravos sobreviventes estão se reorganizando para encontrar uma maneira de sobreviver até o final do mandato. O claro objetivo dos vereadores é não deixar que as mudanças não alterem seu "modus operandi". O lance é que tudo fique como está.

Primeira sessão após o fatídico 31 de agosto, onde de forma inédita o juiz Líbio "Moro" (isso é uma homenagem) afastou cinco vereadores de uma canetada só. A casa estava cheia, coisa bonita de se ver. Os populares queriam ver de perto a cara assustada dos sobreviventes. E viram vereadores confusos, despreparados para a nova realidade. Dos dez restantes, apenas nove compareceram. Charles mandou justificar sua ausência. O presidente Ivonaldo Brás não sabia nem como proceder para compor a mesa diretora que ficou com duas vacâncias. A princípio, ele queria chamar dois vereadores provisoriamente para compor a mesa. Alguém alertou da exigência regimental de fazer eleição imediatamente. Sem se convencer, Brás suspendeu a sessão por dez minutos e foi pedir ajuda aos universitários. Pense num presidente que nem conhece o regimento Interno da casa!

Mesa recomposta


Nos dez minutos de orientação, voltaram com uma chapa pronta para a eleição dos cargos vacantes da mesa diretora. Com o afastamento do vice-presidente, vereador Majo da Mactra, e da secretária "Irmã' Luzinete, resolveram não alterar a composição. Assim, permitiram a eleição de um vereador governista e um da oposição. Como membro da oposição, foi eleito o vereador Pavão que assume como primeiro secretário. Como governista, foi eleito o vereador Bruno Soares que assume como segundo secretário. O "santo" Maridé que era primeiro secretário foi promovido a vice-presidente. Assim, tudo continua  "como d'antes no quartel de Abrantes".

Triste fim 


Com a decisão do Líbio de afastar Josineto, Majo, Luzinete, Arenes e Devanir, ficou marcado um triste fim das carreiras política de um veterano (Devanir), e quatro que mal haviam começado suas aventuras na vereança. Foi um fim trágico, sem direito a despedidas ou explicações pessoais. A vereadora Luzinete chegou a ir à câmara sem nada saber e até cobrou do Euzébio a tramitação de um projeto. Esse, com um sorriso cínico, disse que depois veria. Quando subiu para seu gabinete, foi avisada por outro colega vereador do ocorrido. Teve uma crise nervosa e gritou: "o Líbio não pode fazer isso!" 

Pegaram rapidamente seus pertences e saíram pelas portas dos fundos, sem direito nem de pisar nas proximidades da câmara. Confesso que fiquei com pena de alguns.

Muitas vaias para o suplente Zacarias


O vereador Zacarias que foi alçado ao cargo de vereador a partir de uma negociação nada republicana que transformou o feijão no "super-secretário de Esportes e Lazer", logo se transformou no líder de governo no lugar do Odilon Sansão que foi preso. Por aí se percebe que a carreira política do moço já nasceu sobre um pântano. 

Zaca caiu em desgraça perante o povo, e basta abrir a boca que a vaia come. O pior é que ele é obrigado a falar por ordem do palácio cinzento. Em todas as sessões tem que defender o velho prefeito, senão... Que triste sina! Ontem, Zacarias foi tão vaiado que perdeu as estribeiras. Ameaçou o povo dizendo que em 2016 eles iriam ver o resultado nas urnas. Será? Não resistiu e encerrou seu discurso com 5 minutos, quando teria direito a falar por dez minutos. 

Na próxima terça (8) teremos a posse dos cinco suplentes que assumirão as vagas dos afastados. Depois farei aqui uma análise sobre cada um. Aguardem!

terça-feira, 1 de setembro de 2015

PRIMAVERA DE CHUMBO


Enfim setembro! Mês que se inicia a primavera, promessa de novos sonhos, novo florescer. Que seja assim para os justos, para os que trabalham honestamente, para os que lutam, que correm atrás e não desistem jamais.

Mas não será assim para todos. Para aqueles que se locupletaram com o dinheiro público, que zombaram da esperança do povo, que fizeram escárnio com a verdade e a justiça, que ignoraram o sofrimento e a necessidade dos pequenos, que usaram a fé e a religião para dissuadir suas intenções de lobos, que omitiram de suas responsabilidades de homens e mulheres públicos e que fizeram alianças espúrias, resta apenas a tormenta de uma primavera de chumbo.

Justiça, mesmo que tardia


Um novo tempo se instala em Parauapebas. Vi  homens de “bem” zombando da nossa esperança de que cedo ou tarde a justiça prevaleceria. Muitos taxaram o blogger como louco por expor publicamente uma análise de conjuntura favorável aos ventos da mudança. Desde aquele texto postado ainda em março, intitulado ÁGUAS DE MARÇO, até o texto do dia 3 de agosto intitulado AGOSTO LUZ que oferecemos ao leitor  uma visão panorâmica antecipada sobre o que viria acontecer. Bola de cristal? Claro que não. Apenas aprendemos com o tempo a observar a movimentação política do nosso município.

O terremoto aconteceu e continuará acontecendo. Ainda parece inacreditável para muitos que velhas raposas intocáveis sucumbiram nas garras da justiça. Muitos ainda olham com olhar incrédulo, poderosos passando dias na cadeia e tendo seus mandatos extintos. E continuarão caindo como uma fileira de peças de dominós, pois quem cai, não quer cair sozinho. Assim, vai arrastando seus parceiros de peripécias e aventuras.

E os ventos não param de soprar. Coincidentemente, ontem, último dia de agosto a natureza nos brindou no fim da tarde com muita ventania e um pouco de chuva. Foi como se tivesse levando para longe a sujeira, como se tivesse lavando o nosso espaço para nos oferecer um setembro limpo e cheio de esperanças. Esse vento continuará soprando em setembro e se transformará em tempestade que fará ruir toda a estrutura do que ainda resta do esquálido poder no palácio cinzento.

Muitos ainda não acreditam na queda dos principais vilões da nossa história. Argumentam que estão protegidos pelo Estado, por setores do judiciário e até por forças sobrenaturais. E eu afirmo categoricamente: não sobrará pedra sobre pedra.


O mês de setembro nos trará uma doce primavera. Mas também será uma primavera de chumbo com os efeitos de uma bomba atômica para os que abusaram da justiça e do poder conferido pelo povo. Não ficará só na brincadeira de criança.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

DR. LÍBIO MOURA - O JUSTICEIRO

As informações de que agosto nos reservava surpresas no campo político se confirmaram hoje. De uma tacada só o juiz da comarca de Parauapebas afastou um terço da câmara, ou seja, cinco vereadores. Sendo: Majo da Mactra (PSDB), Devanir Martins (PP), Josineto (SDD), José Arenes (PT) e Luzinete (PV). A decisão atingiu todos os membros da Mesa Diretora do biênio 2013-2014, além de Luzinete e Majo.

Com essa decisão do dr. Líbio, abre uma crise sem precedentes no Poder Legislativo de Parauapebas, e que pode descambar para outras crises maiores. Tem vereador afastado que já confidenciou ao blogger que se caísse, arrastaria todos os 15 vereadores. É esperar para ver. Parafraseando o ex-presidente Lula, "nunca na história desse município houve algo parecido. Ainda na campanha eleitoral o dr. Líbio já mostrou a que veio e deixou bem claro que não toleraria desvios e improbidades. Porém, muitos não acreditaram por achar que aqui continuaria sendo terra sem lei.

O dr. Líbio e o promotor Hélio Rubens cumpriram com suas obrigações e fizeram a justiça prevalecer. Agora toda a cidade pergunta sobre a missão do procurador Nelson Medrado e sua equipe, responsáveis pela investigação que envolve o prefeito Valmir da Integral. Especula-se pelos meios políticos que a caderneta apreendida na casa do Valmir com anotações envolvendo o governador Jatene, é quem estaria salvando o velho alcaide. Vamos ver se a justiça prevalecerá ou se vai ficar só na brincadeira de criança.

Setembro está chegando. Com a primavera virá também uma tempestade de chumbo que arrasará o morro cinzento com os efeitos de uma bomba atômica.

BARCO A DERIVA COMEÇA A AFUNDAR

Desde janeiro de 2013 que o barco que representa o governo Integral está a deriva. Logo nos primeiros meses as pessoas mais próximas perceberam que o capitão não entendia nada de navegação, e o pior, não queria entender. Suas ações deixaram claro que ele queria mesmo era saquear todo o tesouro e, depois colocar o barco a pique.

Os primeiros passageiros pularam do barco e pegaram carona em botes lançados ao mar. Alguns tripulantes perceberam a manobra e também se lançaram ao mar, outros, foram jogados em águas turvas entre os tubarões. Agora chegou a vez dos tripulantes mais próximos ao velho capitão. Não vendo outra alternativa, estão abandonando o barco com pânico do afogamento precoce. Alguns porém, com um instinto suicida preferem ir à pique junto com o barco furado na esperança de morrer junto com o comandante. Mal sabem que o velho navegante guarda escondido no porão um super bote salva vidas com capacidade para um passageiro apenas.

Na sexta (28) foi a vez da secretária de Administração Leudicy Leão pular do barco. Através de uma cartinha melancólica e com alguns erros ortográficos a ex-secretária de Assistência Social e agora, ex-secretária de Administração entregou o cargo ao chefe e pulou fora em caráter irrevogável. Leudicy alega motivos pessoais. Não se sabe se realmente ela pediu para sair ou se foi obrigada a apresentar tal pedido, como é prática corrente no governo Valmir.

Fontes internas informaram que a esposa do Valmir teria colocado uma pessoa no setor de compras na SEMAS e que essa teria provocado um rombo enorme. O prefeito teria exigido que a Leudicy assumisse o problema e, ela recusou. Sentindo-se desprestigiada e acuada, preferiu entregar o cargo. Bem, essa é apenas uma das versões que rolam pela cidade. A verdade é que a dona Leudicy Leão tem sido uma aliada fiel ao Valmir e desde os tempos de Integral já assumiu vários pepinos da empresa que ele não deu conta de resolver.

Rodando a baiana


Outro que está na berlinda é o Gilmar Morais, chefe de gabinete. Depois que foi flagrado pelo Ministério Público em uma conversa telefônica usando de tráfico de influência para modificar resultado de licitação, o moço ficou numa situação perigosa. Para quem não se lembra, Gilmar é aquele baixinho que deu "piti" na câmara em março na sessão onde os vereadores afastaram o prefeito. Sapateou, rodou a baiana e se jogou no chão, no estilo menino birrento. Agora está queimando as últimas fichas na educação. Só para mostrar a gravidade da situação do moço: o Josineto foi preso com acusação que saiu dessa escuta telefônica. Ninguém entende o porquê o Gilmar continua solto, já que sua atuação no episódio foi muito mais grave do que a do Josineto. Assim, os boatos de que está havendo seleção de quem vai para a cadeia e que a turma do Valmir está blindada começa a ganhar força.

Brincadeira de criança


Agosto está terminando. Infelizmente também está terminando a fé do povo na justiça. Muitos analistas tinham como certo que desse mês não passava a grande operação que abalaria o palácio cinzento. Com o fim do mês, fica a pergunta: só vão tirar a chupeta das crianças que estão brincando? Afinal, o promotor Hélio Rubens falou que o que acontece na câmara parece brincadeira de criança diante do que acontece na prefeitura.

Calma! Não percamos a fé. O procurador Nelson Medrado está apenas sendo cauteloso e escolhendo o melhor momento. Setembro virá com muitas flores e com uma bomba de proporções maiores do que a bomba atômica sobre o palácio cinzento.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

SESSÃO DE 25 DE AGOSTO – O TAPETÃO DA INSANIDADE


Na sessão de ontem (25), vimos de tudo: muita cara-de-pau, simulação de voto, voto inútil, e até evangélico vendendo a alma ao diabo. Como anunciei aqui, um corajoso cidadão de nome Paulo André Lima de Souza protocolou um pedido de afastamento do prefeito Valmir Mariano. O ajudante de ordens do prefeito, Ivonaldo Brás passou o dia com a base aliada tramando uma maneira de evitar que esse pedido de afastamento fosse adiante. 

Como os bravos e corajosos vereadores que ainda apoiam o prefeito estão à míngua e vivendo apenas de promessas, houve ameaça de alguns de votar com a oposição. Com esse cenário o Valmir mandou seus meninos que ainda lhe obedecem, se virar para encontrar uma saída. Tivemos de tudo nos momentos que antecederam a sessão, desde carões nos subalternos até ouvidor apelando e convocando o bando para fazer pressão nos vereadores. E não é que deu certo!  O ajudante de ordens Ivonaldo Brás mandou o procurador geral se virar e encontrar uma saída. E a saída foi no estilo Mandrake: apesar da Lei orgânica determinar explicitamente que a denúncia contra o prefeito precisa apenas de maioria simples para ser acatada, conseguiram escavar uma versão de que seria preciso 2/3 dos votos, ou seja, dez votos. Mesmo o prefeito tendo levado uma surra de 8 X 2, o pedido de afastamento foi engavetado.

Insatisfação da base aliada


Correu um boato durante a semana que o vereador Majo (sem o “r” mesmo) entraria para a oposição, pois estaria insatisfeito com a rasteira que levou na SEMED após a prisão da secretária Juliana e do seu pupilo Rui Amorim. Tudo não passou de boatos. O Majo deu um jeito de nem pisar na sessão. Acho que foi só cena para tentar valorizar o passe.

Outro que vinha alinhado com o Valmir Mariano e votou com a oposição foi o Bruno Soares. Será que o edil resolveu seguir meus conselhos ou seguiu a lógica dos petistas Euzébio e Miquinha? Só as próximas votações vão demonstrar isso.

Voto inútil


Os vereadores Euzébio e Miquinha (PT) que vinham sempre abraçadinhos ao Valmir Mariano, resolveram fazer uma cena e votaram com a oposição. Um funcionário da câmara me confidenciou que eles combinaram o voto com o Brás. Como já sabiam da manobra da mesa diretora, e que a denúncia não passaria, resolveram fazer uma média para a plateia e votaram pelo sim. O Euzébio ficou tão nervoso em ter que votar contra o prefeito, que na hora da justificativa do voto, gaguejou, tentou se explicar e cravou um sim para delírio da plateia.

Uma vela para Deus e cinco para o diabo


Os dois evangélicos da base do prefeito (Parceirinho e Maridé) deram uma demonstração vergonhosa que gostam mesmo é do poder. Não importa se pessoas estão morrendo por falta de médicos, se crianças estão sem escolas, se a cidade está submergida no lamaçal da corrupção. Desde que mantenham alguns cargos nessa podre estrutura, tudo bem. É a velha lógica de acender uma vela para Deus e cinco para o diabo.

Parceirinho decepciona


O Parceirinho foi a grande decepção na votação. Muitos esperavam que fosse fazer um mandato voltado para o povo, já que entrou agora e ainda não pegou a ”doença do *pântano azul”, acabou optando por ser um “PARCEIRINHO DO PREFEITO”. Muitos comentavam que ele absteve na votação em troca do comando da SEMAS.  Tudo indica que a lógica será comer tudo o que puder nesse um ano e meio de mandato que lhe resta.

Vereadores corajosos


Defender um governo que está acabando com Parauapebas, que está tendo seus principais colaboradores presos pelo GAECO e pela Polícia Federal, realmente é muita coragem. Ou seria insanidade? Seja lá o que for, aplausos para os dois corajosos: Zacarias e Maridé tiveram a coragem de votar NÃO ao pedido de afastamento do prefeito.  Foram mais corajosos que Devanir e Parceirinho que se abstiveram.

Pavão reclama com razão


O vereador Pavão que vem demonstrando muita personalidade como líder da oposição, reclamou que um blog teria dito que foi preciso um cidadão fazer o papel que deveria ser do vereador. Só não disse que foi o Blog do Luiz Vieira o autor dessa frase. O Pavão justificou que a oposição estaria sim fazendo o seu papel, e que só não entrou com o pedido de afastamento do prefeito porque perderia o direito de votar.

Com essa explicação o blogger dá o braço a torcer. Valeu Pavão! Reconheço a importância de sua luta para fazer as coisas acontecer nessa casa. Só acho que vocês não estão usando as armas corretas nessa batalha. Num outro post tratarei desse assunto.

Resultado da votação do pedido de afastamento


Votaram a favor do afastamento do prefeito: Pavão, Bruno, Eliene, Arenes, Euzébio, Miquinha, Charles e Luzinete. Votaram contra: Maridé e Zacarias. Parceirinho do Valmir e Devanir abstiveram, ou seja, ficaram na "dúvida" (?) se o prefeito deve ou não ser afastado.

Tudo indica que a oposição recorrerá à justiça e fará valer o resultado da votação. Afinal, o prefeito perdeu de goleada: 8 X 2. Assim, a manobra governista cairá por terra e neguinho que votou a favor para fazer média se arrependerá.

Aguardaremos os próximos capítulos dessa novela.

*O pântano azul - uma das crônicas que está no livro "O escorpião e a borboleta" que será lançado em Parauapebas dia 5 de setembro às 20h na ACIP.


terça-feira, 25 de agosto de 2015

CIDADÃO É OBRIGADO A FAZER O PAPEL DOS VEREADORES

Ontem, 24 de agosto, o cidadão Paulo André Lima de Souza, residente no bairro Casas Populares II, protocolou na Secretaria da Câmara o pedido de afastamento do prefeito Valmir Mariano. O pedido está bem embasado sob a alegação de crime de improbidade administrativa. Paulo cita as diversas investigações contra o prefeito e as diversas prisões de membros do alto escalão e demonstra que a cada dia que o Valmir continuar à frente da prefeitura será um prejuízo imenso para todos os munícipes.

Câmara omissa


É lamentável que um cidadão tenha que se expor e apresentar tal pedido que deveria ser feito pelos vereadores. Com o grupo que cerca o prefeito, é bom que o Paulo coloque as barbas de molho e apele para a proteção divina.

Enquanto a prefeitura está sendo corroída pela podridão, enquanto os colaboradores do Valmir estão sendo presos por formação de quadrilha, enquanto escutas telefônicas flagram o próprio chefe de gabinete combinando interferência em licitações, os vereadores fingem que nada está acontecendo. Em situação normal, se não houvesse o comprometimento com esses escândalos, os edis já teriam afastado o prefeito há muito tempo.

Talvez o pedido de afastamento protocolado em tempo hábil, nem entre na pauta de hoje. Ontem o presidente, vereador Brás, passou o dia articulando com os vereadores da base para não incluir a representação na pauta de hoje.

Turma do Valmir parte para o tudo ou nada


Um secretário de governo me mandou essa mensagem, que, segundo ele, foi repassada por um membro do 1º escalão ao grupo de secretários e assessores. É claro que me pediu sigilo absoluto. Veja a mensagem do desespero:

"Prezados (as) Srs (as), convidamos a todos, juntamente com as respectivas assessorias, para comparecerem à Sessão da Câmara de Vereadores, onde será tratado assunto do maior interesse para a Administração.
Conclamamos que, de alguma forma, possam dialogar com os parlamentares, para que reflitam sobre os prejuízos que poderão advir à população de uma votação intempestiva, haja vista a forte crise causada pela mesma atitude ocorrida no início de Março, que tem por trás os mesmos autores da representação, pessoas que não têm nenhum compromisso com os destinos de nossa querida Parauapebas, posto que se escondem no anonimato, usando testas de ferro para perpetrar os seus mais..."

Conclamo a todos os cidadãos que compareçam à Câmara hoje às 16 horas para acompanhar mais esse espetáculo. Sigamos o exemplo mostrado na mídia ultimamente onde os cidadãos se revoltaram e fizeram vereadores mudar de posição. Não temos o direito de ficar assistindo ao circo pegar fogo.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

VALMIR PRESO?

Ontem (20) no final da tarde correu um boato pelas redes sociais sobre a suposta prisão do prefeito Valmir. Foi um Deus nos acuda, uma correria, clima de festa pela cidade. No final da noite as pessoas entristecidas desfaziam o mal entendido. Tudo não passou de engano. Ao que tudo indica, o Valmir foi intimado por um oficial de justiça local por uma questão menor, e ainda não foi dessa vez.

Durante o período da tarde de ontem quase não consegui trabalhar. Os leitores ligavam, passavam mensagem, acionavam o zap. Todos questionando a falta de informação no blog. Como não consegui informação concreta, segui o princípio de credibilidade e não publiquei nada. Limitei-me a repassar algumas informações pela rede social. 

Esse mal entendido demonstrou o quanto a população anseia pela prisão do Valmir. Os comentários eram eufóricos e festivos: "graças a Deus, até que enfim a justiça foi feita, não acredito que isso aconteceu, até que enfim, ufa!..." Esses são apenas alguns comentários que demonstram o espírito de nosso povo.

Valmir pode ser preso?


Muita calma nessa hora. Já existem provas e fatos concretos para prendê-lo dez vezes. Mas não é tão simples assim. Não podemos esquecer que ele é o prefeito da cidade mais rica do Pará e tem a proteção do governador que está intimamente ligado com seus problemas. O Ministério Público está agindo com cautela e preparando uma ação que não deixe dúvida nem margem para questionamento. Ademais, o prefeito tem foro privilegiado. Isso não quer dizer que ficará impune como muitos pensam e querem, mas é um pouco mais demorado. Primeiro, ele será afastado do cargo, depois, será acusado, e aí segue o processo. É bem provável que quando for preso, já não seja mais prefeito há muito tempo.

Uma coisa é certa: Valmir não ficará no cargo até o final desse ano. Ainda em agosto uma outra Operação Filisteu poderá acontecer em nossa cidade e dará mais uma sacudida. Por enquanto o GAECO e a Polícia Federal vão cercando o prefeito e, numa estratégia de xadrez, vão derrubando suas peças mais importantes uma a uma. Talvez o Ministério Público esteja dando uma chance à Câmara para fazer o dever de casa e afastar o prefeito. Mas isso não vai acontecer devido o envolvimento umbilical entre o legislativo e o executivo. A palavra de ordem é: "morreremos todos juntos e misturados".

Fiquemos atentos para novos capítulos dessa novela.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

SESSÃO DE 18 DE AGOSTO - A MÁSCARA E A CARA-DE-PAU

Na sessão de ontem (18) apenas confirmamos o que todos já sabem: 

1- Os vereadores governistas continuam firmes e fortes na loucura de defender o indefensável e carcomido governo Valmir da Integral. Mesmo com o circo pegando fogo, preferem morrer abraçados ao velho do que perder o osso magro. Chega a ser um ato de extrema covardia e insanidade, pois a única atitude sensata nesse caos seria afastar imediatamente o prefeito para tentar salvar o que ainda resta. Ao invés disso, ficam brincando de legislar e esperando a polícia fazer o que eles já deveriam ter feito.

2- Os vereadores de oposição não têm uma tática e uma estratégia eficiente para esse momento. Não acertam um discurso unificado e não conseguem atrair a credibilidade da população. 

3- O bloco cara-de-pau finge que é oposição, de vez em quando proferem umas bravatas contra o governo, mas não conseguem disfarçar que estão atrelados até a alma ao Valmir. Esse bloco é liderado pelo vereador Euzébio, que conseguiu arrastar o Miquinha, o Bruno Soares, e agora estão convencendo o novato Parceirinho.

Zacarias conclama a Câmara para invadir a Vale


Não é piada. Foi isso mesmo que você leu. No estilo revolucionário tupiniquim, digno de fazer inveja a um líder sem-terra, o vereador Zacarias falou que os vereadores tinham que seguir o exemplo dos movimentos sociais e ocupar a portaria da Vale. Valha-nos Deus! O homem meteu o sarrafo na Vale e não poupou palavras para bater na mineradora. Só que a platéia presente não entrou no jogo do líder do governo que tentava desviar a atenção das prisões dos seus colegas da prefeitura. Foi saudado com uma sonora vaia durante três minutos. Com um líder desse, o Valmir já está com saudade do Odilon.

Durante as explicações finais o velho Zaca deu mais uma pixotada. Falou que o presidente Brás teria que definir melhor os critérios para o cidadão ocupar a tribuna de honra da câmara. Disse que uma pessoa sem honra não poderia se sentar naquele espaço. No momento em que falou isso, todos olharam para o André Rosa - secretário de urbanismo - que ocupava a primeira cadeira da tal tribuna. Essa foi de lascar.

Bruno Soares vaiado e hostilizado


O vereador Bruno foi a maior decepção dessa legislatura. Era esperado e aclamado como a boa surpresa do legislativo. No início o vereador até ensaiou fazer oposição e esteve durante um bom tempo no G-8. Após um episódio misterioso o vereador sumiu. Por um tempo ficou calado, em silêncio absoluto demonstrando angústia e medo. Corria na cidade o boato de que ele estaria sendo chantageado por membros do governo que teriam provas contundentes contra ele, e por agiotas. Ninguém sabe ao certo o que aconteceu, mas o fato é que após o silêncio, o vereador mudou o discurso e defende o governo de forma disfarçada. 

Esse posicionamento morno tem custado ao Bruno a perda da credibilidade entre os seus eleitores e fãs. Na sessão dessa terça experimentou pela primeira vez uma intensa vaia e, durante seu pronunciamento nas explicações finais foi agredido verbalmente por populares que gritavam: "vendido, traidor, pilantra..." Bruno, visivelmente nervoso, ainda bateu boca com eleitores, mas resolveu virar as costas e continuar falando.

É lamentável o que está acontecendo com Bruno Soares. Ele que era uma promessa jovem na política de Parauapebas, está se sucumbindo ao jogo do poder. Não podemos julgá-lo e nem condená-lo, mas pessoas com alguma influência junto ao vereador deveriam tentar resgatá-lo para o caminho da razão. Olha o exemplo da Juliana: uma pessoa de boa índole, mas acabou sendo presa por ter se envolvido com a turma do Valmir. Não há outro caminho.

Esse blog vai lançar a campanha: #salvemobrunosoares. 


terça-feira, 18 de agosto de 2015

APERTEM O CINTO, O PILOTO ENLOQUECEU

Nada é tão ruim que não possa piorar. Com a prisão da secretária de educação Juliana Sousa, o Valmir teve um surto psicótico e nomeou seu chefe de gabinete - o forasteiro Gilmar Moraes - como o novo secretário da pasta. 

Juliana era uma professora com um histórico de bons serviços prestados a educação em Parauapebas e sucumbiu ao esquema montado para saquear e abocanhar as verbas da educação. Não teve força bastante para frear o ímpeto guloso do Major da Mactra que tratava aquela pasta como o seu brinquedo. Agora, nas mãos do Gilmar, nossa pobre educação que já estava um caos, vai degringolar de vez.

Durante a passagem do Gilmar pelo DAM uma dívida milionária dos cartórios de Parauapebas sumiu misteriosamente. Ninguém sabe qual a mágica que foi feita para deixar todos sorrindo de orelha a orelha. Enquanto isso, micro empresários de oposição são perseguidos com multas malucas e fiscalizações descabidas. Na chefia de gabinete, o moço só fez lambança e já era conhecido no meio empresarial e político como "o maluquinho". Agora à frente da educação, todo o sistema estará comprometido seriamente.

Segundo um correspondente de dentro do gabinete, a missão do Gilmar será expulsar o Majo da Mactra da educação. Se isso acontecer, será como briga de cobra: só ficará o rastro. Mas o fato é que o prefeito Valmir está desesperado e não tem mais nenhum nome de sua confiança para substituir a Juliana. Restou-lhe o seu fiel escudeiro que tem lhe afagado as angústias.

No lugar do Gilmar como chefe de gabinete, deverá assumir o Juranduy - mais um do governo Darci içado para o governo Valmir. Juranduy foi chefe do DAM na gestão do Darci e já vinha dando as cartas no gabinete na condição de interino.

Alô professores e demais funcionários da educação municipal: preparem-se para descida vertiginosa. Em caso de despressurização usem máscaras.

VERGONHA E COVARDIA

Os vereadores da base do governo Valmir continuam como se nada tivesse acontecendo em Parauapebas. Num flagrante demonstração de covardia, agem como zumbis e proferem discursos vazios na tentativa de desviar a atenção em relação ao apodrecimento do governo.

Alguns  fazem por covardia, outros por incompetência, e, outros, por medo. Mas uma coisa todos têm em comum: o envolvimento e o comprometimento com os esquemas do governo que estão vindo à tona com as sucessivas operações policiais.

Basta o cidadão assistir uma sessão para saber quem são os vereadores que pactuam com esse esquema criminoso que está colocando (ou já colocou) Parauapebas no fundo do poço. Alguns até tentam disfarçar e vestem a máscara de oposição, mas não conseguem esconder por muito tempo que estão atrelados definitivamente ao prefeito Valmir. 

A lista da vergonha

Esses são os vereadores que mantém o governo apesar do apodrecimento da gestão:


Ivonaldo Brás (SDD)
Euzébio Rodrigues (PT)
Israel Barros (Miquinha_(PT)
Bruno Soares (PP)
Zacarias Assunção (PP)
Marcelo Parceirinho) (PMDB)
Irmão Maridé (PSC)
Devanir Martins (SDD)
Majo da Mactra (PSDB)



MAIS PRISÕES EM PARAUAPEBAS


Para surpresa dos incrédulos e para desespero dos que acreditam na impunidade, hoje (18) a Polícia Federal fez novas prisões em Parauapebas e Canaã dos Carajás. Mais de 60 policiais e várias viaturas sitiaram o palácio cinzento e outros pontos da cidade numa operação batizada de "Operação Desfecho". Vale lembrar que em setembro de 2014 a PF deflagrou a "Operação Terra Prometida" onde apreendeu vários documentos da prefeitura, em especial da secretaria Municipal de Educação.

Na Operação Desfecho a PF veio cumprir sete de mandados de prisão, nove de busca e apreensão e quatro de condução coercitiva.  Em Canaã, o alvo foi Valdemar da Pavinorte, porém, sua prisão está relacionada com a corrupção praticada em Parauapebas. Aqui em Parauapebas foram presos a secretária de educação Juliana Sousa, o ex-secretário de educação Shirlean Rodrigues (atual coordenador de Juventude do Valmir), além de funcionários e empresários que ainda não tiveram seus nomes divulgados.

Segundo informações veiculada no Jornal Liberal, trata-se de uma quadrilha especializada em fraudar licitações e que o prejuízo ultrapassa a R$ 7 milhões. A principal fonte de desvio dos recursos públicos se dava na contratação do transporte escolar e envolve um grande numero de funcionários do alto escalão e empresários. Enquanto isso, as escolas municipais padecem com falta de material básico e com merenda de péssima qualidade.

Morte do dr. Jackson não foi em vão


Essas prisões são frutos das denúncias apresentadas pelo dr Jackson que acabou sendo assassinado pouco tempo depois. Os seus algozes devem estar arrependidos pois com o seu assassinato a OAB foi para cima e não deixou que as denúncias caíssem no esquecimento. 

Mesmo com a cortina de fumaça que tentam jogar sob o caso do assassinato para fazer parecer um crime de latrocínio, a Ordem dos Advogados do Brasil/Pará não engoliu a versão da Polícia de Manaus e continua investigando. 

Esse blogger presta suas homenagens ao dr. Jackson e reconhece sua grande contribuição e legado que nos deixou. Seu nome estará ligado a qualquer ação de combate a corrupção em Parauapebas.

Apesar do nome da operação, ainda não é o desfecho


Outras prisões podem ser efetuadas nos próximos dias. Tem neguinho que já pensa em fugir, pois os documentos que a PF apreendeu dessa vez são reveladores e comprometedores. Vereadores e ex-vereadores estariam no fio da navalha. Tem até vereador motorista que já estaria na lista da PF.

Mas quem está angustiado mesmo é o prefeito Valmir. Dizem que sua prisão pode acontecer ainda no mês de agosto. É aguardar para ver.

A VOLTA DO TERREMOTO

Nesse momento a Polícia Federal acaba de prender o ex-secretário de educação de Parauapebas Shirlean Rodrigues. Numa operação conjunta a PF e o GAECO fecharam a prefeitura e além do Shirlean, outras figuras estão sendo procuradas.

O blog já está com seus correspondentes a postos e informará em tempo real todos os detalhes dessa nova operação.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

CÍRIO DE PARAUAPEBAS


Ontem (12), a comunidade católica representada pelos padres Patrik, Hudson e Alison,  concedeu uma entrevista coletiva à imprensa local para repassar os detalhes da visitação da imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré - padroeira do Pará - a Parauapebas. A entrevista foi dirigida pelos padres que discorreram sobre a programação e sobre a importância dessa visita para o povo católico de Parauapebas.

A imagem de Nossa Senhora chegará no aeroporto de Carajás às 14:30h do dia 21 de agosto onde será recepcionada pelo bispo diocesano Dom Vital, pelos padres e comitiva de fiéis. De lá segue para Parauapebas com chegada na portaria da Floresta Nacional prevista para as 16h. Da portaria seguirá em procissão  pela avenida principal até o shopping center e fará o retorno pelo mesmo caminho até a Igreja de São Sebastião na Praça Mahatma Ghandi onde será celebrada uma missa especial às 19:30h. 

Segundo o padre Hudson, nesse ano é esperado um público de 30 mil católicos na rodo-romaria. "Esse será o nosso 14º Círio e a cada ano o numero de participantes tem aumentado", destacou o padre justificando a expectativa de fiéis no evento. A julgar pelo sucesso que foi o Círio do ano passado, a expectativa da igreja é sensata. Parauapebas tem sem dúvida uma das maiores romaria do Círio do interior.

O padre Alison - pároco de Carajás - destacou que por lei a imagem peregrina tem honra de Estado. Por isso será recebida com todo o aparato de segurança e zelo para que tudo ocorra bem. Uma viatura da Polícia Federal acompanhará todo o trajeto e os órgãos  de segurança local  darão todo o suporte necessário. Todo esse aparato é necessário por se tratar de um patrimônio histórico e religioso com grande significado para o povo paraense.

Fé sem idolatria


O padre Patrik destacou a importância desse simbolismo para os católicos. "Sem nenhuma dúvida Nossa Senhora foi  quem mais vivenciou a experiência cristã. Foi a escolhida para ser a mãe do nosso Salvador, foi quem carregou no ventre, quem amamentou e cuidou de Jesus. Maria estava presente também no calvário e vivenciou todo o sofrimento. Por isso temos um carinho especial por ela e através da fé, nos unimos ainda mais a Cristo. E não se trata de adorar imagem. Trata sim, de lembrar com respeito e devoção da mãe do nosso Salvador e assim, fortalecer a nossa fé em Cristo", frisou o pároco. Comparou a devoção a imagem de Maria ao sentimento que temos quando olhamos para uma fotografia de alguém muito especial que não está mais presente. "Através da foto teremos as boas lembranças e vem em nossa mente as virtudes dessa pessoa. Assim é, quando olhamos a imagem de Maria. Isso fortalece a nossa fé", ressaltou padre Patrik.

Para o padre Hudson, a imagem não substitui Deus, não é idolatria. "Idolatria é o que nos afasta de Deus. A imagem de Maria nos liga a Deus de forma prática".

A imagem de Nossa Senhora de Nazaré que percorrerá no Círio de Parauapebas será a mesma do Círio de Belém. Portanto, será uma oportunidade para todos os cristãos que desejam compartilhar sua fé e prestar sua homenagem a Maria.

Os Padres juntamente com a comissão organizadora do Círio de Parauapebas encerraram a entrevista convidando todos os fiéis para participarem dessa caminhada de fé e devoção.


quarta-feira, 12 de agosto de 2015

SESSÃO DE 11 DE AGOSTO - NADA DE NOVO

Fazer análise das sessões que acontecem às terças feiras está ficando chato e repetitivo. Nada de novo acontece naquela casa de leis. A cidade submetida a uma escuridão política/administrativa e nossos edis continuam se comportando como se nada tivesse acontecendo.

Qualquer vereador bem intencionado se recusaria a ficar aprovando projetos de leis e cobrando ninharias do governo. Teria que declarar de forma impactante que não existe mais governo, que não existe nenhuma condição de deixar esse grupo continuar destruindo Parauapebas. 

Vereador de verdade não ficaria reclamando da falta de asfalto na rua, da violência, das péssimas condições da educação, da saúde, etc. Partiria para uma ação concreta para tentar salvar o que ainda resta, pois todos são sabedores que não há nem uma condição de salvar Parauapebas enquanto esse governo estiver a frente da administração. Eu disse ação concreta, e não murmúrios e lamúrias.

O herdeiro do Odilon


De novo mesmo, o que aconteceu na sessão dessa terça foi a posse do vereador Marcelo "Parceirinho" (PMDB) que assumiu a vaga aberta com a renúncia do Odilon. No discurso de posse o Parceirinho não apresentou nenhuma novidade e a impressão que deixou em todos é que será mais um vereador na base do Valmir. Nas rodadas de conversa da turma do fundão, comentava-se que ele deveria indicar o secretário da SEMAS. Vamos observar as próximas sessões para não fazer um julgamento precipitado.

Dia do estudante passa em branco


Durante os discursos, vários vereadores parabenizaram os advogados pelo seu dia. Apesar do plenário estar lotado de estudantes que protestavam contra o abandono da educação, a data comemorativa ao dia do estudante quase passou batida. A vereadora Luzinete salvou a pátria já no momento final e leu uma poesia enviada pelo grupo de alunos.

Cara de pau


O vereador Euzébio (PT?) quase nunca fala nas sessões, e quando fala, derrama uma cachoeira de besteiras e hipocrisia. Ontem reclamou do governo do Estado e do caos que anda a educação estadual. É incrível e inacreditável como alguém com algum neurônio reclame do governo estadual e esquece do desastre que o prefeito está deixando na educação municipal. Euzébio não tem coragem de proferir uma única palavra contra o Valmir, agora contra o Jatene que está longe, o moço fica até valente. Isso é o que eu chamo de cara de pau.

Continuamos na torcida para que nossos vereadores acordem e desmanchem a impressão de que essa é a pior legislatura de todos os tempos.

A TREVA E O CAOS

O governo Valmir está colocando Parauapebas literalmente na era das trevas. É inacreditável, mas nosso rico município não tem dinheiro nem para pagar a conta de energia dos órgãos públicos. O calote é geral.

Ontem (11) a Rede Celpa executou o corte de energia em vários órgãos da SEMAS (Secretaria Municipal de Assistência Social). Além do prédio da própria secretaria, o Centro de Inclusão Produtiva da rua 4, o CRAS dos Minérios e o Conselho tutelar 1 tiveram a energia cortada por falta de pagamento. E essa não é a primeira vez que a concessionária faz corte de energia da prefeitura, e já se tornou rotina.

A irresponsabilidade e a incompetência já ultrapassaram todos os limites. A cidade está submetida ao caos que piora a cada dia. Se o Ministério Público não agir com rapidez o próximo prefeito vai encontrar um rombo tão grande que ficará quatro anos tentando corrigir. Valmir em conjunto com seu grupo está agindo como se fossem imunes a todas as leis e autoridades. A impressão que passa para muitos é que a Operação Filisteu foi um golpe arquitetado pelo próprio prefeito para acalmar a oposição. É claro que o Ministério Público e a Polícia Federal não vão deixar essa impressão vingar.

E a Câmara?


Enquanto a cidade mergulha no caos, a Câmara dos Vereadores age como se tudo tivesse normal. A bancada governista (incluindo Euzébio e Miquinha - PT) age na maior desfaçatez e continua dando sustentação e legitimidade a um governo que está deliberadamente destruindo Parauapebas. A oposição por sua vez, ainda está assustada com as prisões e ainda não foi capaz de se reorganizar e planejar uma ação eficiente para frear esse caos.  

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

O QUEIJO DERRUBA MAIS UM EM PARAUAPEBAS

Alessandro flagrado em escuta


As escutas telefônicas feitas com autorização da justiça tem causado estrago no meio político de
Parauapebas. Uma delas flagrou uma conversa entre o Edmar (Baratão) e um suposto agente público. Na divulgação feita pela TV Liberal e pelo Jornal Hoje, insinuavam que se tratava de um servidor da Câmara. Depois esse blogger descobriu que na verdade o interlocutor que combinava o superfaturamento das notas  era o servidor da Secretaria de Saúde Alessandro Cledson Pereira de Lima - enfermeiro que assumia o cargo de Diretor Administrativo do Hospital Municipal. Leia a matéria sobre esse fato aqui.

Veja abaixo a Portaria de exoneração do servidor:


Após essa descoberta, a situação do servidor ficou muito difícil e não restou outra alternativa que pedir exoneração do cargo, o que aconteceu nessa sexta (7). Assim, mais uma peça desse complicado dominó vai caindo, deixando o governo Valmir mais afundado nesse lamaçal. Enquanto o governo se afunda, a população afunda junto. A farra das compras superfaturadas acontecem em todas as secretarias deixando todos os órgãos em situação de penúria. Só para se ter ideia, os pacientes internados no Hospital Municipal não tem sequer sabonete para a higiene pessoal, imagine queijo para comer!

Do jeito que o Ministério Público anda rigoroso, dificilmente o servidor escapará da prisão, mesmo tendo sido exonerado. Agora resta saber se cometia o ilícito por conta própria ou se era orientado por uma chefia superior.


sexta-feira, 7 de agosto de 2015

BRASILEIRO COM COMPLEXO VIRA-LATA - PARTE II

No dia 30 de julho escrevi e postei um texto aqui, que é parte de uma série que eu vou desenvolver. Ela não terá período certo e nem prazo. Vou escrevendo de acordo com os fatos que for observando, e, o leitor pode participar dessa série enviando seus "causos". Mas tem que ser verídico.

No primeiro texto abordei sobre o atraso do voo da American Aerlines que partiu de Miami-EUA rumo a Salvador. Acabei cometendo um erro ao afirmar que tinha criado o termo "brasileiro com complexo vira-lata". Um leitor anônimo me alertou através de um comentário e disse que o titular era o grande cronista Nelson Rodrigues. Editei o texto e mergulhei no universo desse gênio que morreu em 1980 (eu nem tinha nascido ainda, rs). Li várias crônicas dele e, de cara me identifiquei com várias de suas idéias, apesar de achá-lo um pouco machista. Mas deixemos Nelson Rodrigues descansando um pouco e vamos ao complexo de hoje.

Missão México


Depois que fiz o Caminho de Santiago na Espanha em 2013, descobri que viajar para o exterior é mais barato do que viajar internamente. Daí fiquei metido a besta e me arvorei a conhecer o mundo. Já passei por alguns países da Europa e, Argentina e Cuba serão meus próximos destinos. Qualquer dia desse vou criar um blog especialmente para compartilhar experiências e ajudar os que querem se aventurar pelo mundo com pouco dinheiro.

No início desse ano estive no México numa curta temporada em Cancun, e além das belas praias do Caribe, fiz também um tour histórico nas pirâmides dos Maias. Quem quiser conhecer um pouco é só viajar através desse blog clicando aqui.

Conexão Recife-Cancun


Há um tempo atrás fui conhecer Recife-PE. Contratei um city tour pela CVC, daquele que você entra num micro ônibus e sai passeando pelos principais pontos turísticos na companhia de um guia (geralmente chato e tagarela) que vai te mostrando e explicando sobre as curiosidades e peculiaridades de cada ponto. Geralmente aqui no Brasil esses guias querem ser engraçados e, com um humor forçado parecem que estão treinando para um concurso de piadas.

O tal guia lá do Recife ia o tempo todo fazendo piadinhas de mal gosto contra a sua cidade e contra o Brasil. Ao passar ao longo de um canal que corta a cidade ele disparou: "gente, aqui o pernambucano inventou um perfume especial. Lá na França inventaram o coco chanel e aqui nós criamos o cocô puro. Daí o prefeito mandou jogar uma grande quantidade nesse canal. Portanto, tampem os narizes"  - falava o infeliz rindo de sua piada infame. E o sujeito seguia despejando injúrias contra sua cidade, seu Estado e seu país. O que era para ser um passeio cultural, acabou sendo um espetáculo de mal gosto. Ao invés do guia mostrar e exaltar sobre as belezas de Recife (que não são poucas), o incauto ficou menosprezando na maior parte do tempo, e o pior, sob os risos da maioria do grupo. 

Lá em Cancun, no México, contratei um city tour pela mesma CVC. Aconteceu exatamente o contrário: o guia muito simpático foi mostrando e apresentando as belezas da cidade, sua história, seus monumentos e suas praias de águas cor de esmeralda de tirar o fôlego. Falou um pouco sobre a história do México, seus aspectos políticos e econômicos e mercado de trabalho. 

O guia mexicano falava com empolgação, e procurava vender um verdadeiro paraíso aos turistas. Só de ouvi-lo já dava vontade de voltar outra vez com mais tempo para aproveitar aquela maravilha. Num certo momento enquanto falava sobre o mercado de trabalho, disse que o governo ajudava os trabalhadores empregados a construir a casa própria. Destacou que bastava estar trabalhando para ter a ajuda do governo. Pronto! Uma dondoca oxigenada disparou: "há, há, há. Lá no Brasil é diferente. O governo ajuda os vagabundos. Lá se você não trabalha ganha casa, terra, bolsa isso, bolsa aquilo..." Outro idiota no fundo do ônibus aproveitou a deixa e disparou: "no Brasil quem trabalha é perseguido pelo governo". Não é preciso nem dizer que a excursão composta só por brasileiros caiu na gargalhada sob o olhar incrédulo do guia. Fiquei p. da vida e quase tive um rompante de fúria com tanta imbecilidade. Minha irmã que não sabe se conter disparou sua metralhadora: "geeeente, que coisa feia! Falar mal do próprio país no estrangeiro?! Vamos falar das belezas do Brasil, do povo alegre e hospitaleiro, das belas praias, do clima tropical..." Silêncio sepulcral. Agora foi minha vez de sorrir.

Vi ali naquele ônibus um povo de baixa cultura, de baixa auto-estima e baixa educação (apesar de ter dinheiro para viajar), o verdadeiro e puro complexo vira-lata. Fiquei pensando: como é que um povo tem tanta diferença no que diz respeito a autovalorização? A mesma empresa de turismo, a mesma formação para os guias. Só que no Brasil o guia destaca as mazelas do país, enquanto no México se destaca os pontos fortes. E olha que o Brasil dá de 10 x 1 no México em todos os quesitos. O México é um país pobre da América do Norte com sérios problemas sociais, com altos índices de pobreza, desemprego e analfabetismo. Lá, constantemente o governo enfrenta conflitos com o narcotráfico que faz nossos traficantes cariocas parecerem amadores. E o guia turístico ficou exaltando esses problemas? Não. Muito pelo contrário: destacou com honestidade e orgulho os pontos positivos do México.

Aqui no Brasil o governo Lula implantou um programa social que ganhou vários prêmios internacionais, ganhou destaque na ONU como o maior e mais importante programa de combate as desigualdades sociais e é copiado em vários países. E o brasileiro, o que pensa desse programa? "Programa bolsa esmola, programa para dar dinheiro para vagabundo, programa para aumentar o numero de preguiçosos", etc.

O brasileiro acometido com esse complexo é assim. Ele não pesquisa, não estuda, não compara dados. Apenas sai falando mal do seu país, sai destacando os pontos negativos e por onde passa vende uma imagem ruim do Brasil. 

Não estou querendo dizer que devemos ser ufanistas com excesso de patriotismo ou que temos que fechar os olhos para as coisas ruins que acontecem por aqui. Mas se não enxergamos as coisas boas do nosso país, os gringos estão enxergando e ocupando nossos espaços. O cidadão com complexo vira-lata acaba virando peão dos gringos.

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

ANÁLISE POLÍTICA DA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DE AGOSTO

Nessa terça (4) aconteceu a primeira sessão ordinária do segundo semestre de agosto. Observei atentamente com a ajuda dos nossos correspondentes que estiveram presentes, analisei as imagens da filmagem com os posicionamentos, os semblantes, a mensagem explícita e implícita na fala dos edis e tracei um diagnóstico do momento atual da câmara. Se eu fosse um médico diria que nosso poder legislativo está doente em estado terminal.

A câmara sem Odilon


Muitos cidadãos foram à sessão na esperança de encarar o Odilon e, quem sabe, ouvir dele um discurso contundente e comprometedor na sua despedida. Todos ficaram decepcionados. A saída do ex-vereador Odilon Sansão se deu num ato melancólico e escondido do povo. Alguns vereadores reuniram-se no plenarinho antes da sessão, e, na presença de alguns assessores e um oficial de justiça, ouviram o Odilon ler sua carta de renúncia e fazer um rápido discurso de despedida. Disse que foi escolhido para pagar por um ato que não era dele, que estava sendo injustiçado e, assim preferia sair para ter mais liberdade de provar sua inocência. Odilon disse uma frase importante que passou despercebida pelos presentes e que poderá ter um grande significado. Disse que "vai continuar fazendo política". Isso quer dizer que ele não se deu por vencido, não encerrou sua carreira política e poderá se candidatar no futuro e retornar ao poder.

O presidenta da câmara Ivonaldo Brás se limitou a ler no plenário a carta de renúncia e, no final, com lágrimas nos olhos fez uma referência honrosa ao seu ex-colega. Pronto. Tudo se acabou. Nem um outro vereador teve coragem de prestar qualquer homenagem em público ao Odilon.

A história do Odilon desde que chegou em Parauapebas, passando pelos seus quatro mandatos e meio daria um livro e tanto. Talvez até um enredo de filme. Quem sabe ele não me contrate para escrever essa obra?

Com a saída momentânea do Odilon (momentânea, pois ele deixa claro que voltará com o voto do povo), o governo Valmir fica órfão e sem duas pernas. Não há outra pessoa na câmara com habilidade, coragem e astúcia para defender um governo tão desastroso como está sendo o atual. Por mais que o Zacarias se esforce, não conseguirá alcançar os calcanhares de Odilon. A câmara perde também o pai, a pessoa que dava o tom e comandava com mão de ferro pelo menos 10 vereadores. Já falei e repito: nos quatro mandatos anteriores Odilon reinava absoluto e sua palavra era lei que ninguém ousava a retrucar ou questionar. Somente nesse quinto mandato encontrou a sua Dalila.

A oposição voltou


Após a Operação Filisteu os vereadores ficaram todos assombrados e perturbados. O grupo de oposição se calou e a lei da mordaça foi perceptível. Várias sessões e ninguém disse uma palavra sobre a operação e ninguém criticava mais o governo. Usei até a expressão "de quem é esse bode". 

Felizmente, na primeira sessão de agosto a oposição voltou a aumentar o tom e começou a expurgar o bode. Parece que o recesso fez nossos guerreiros botar as idéias no lugar e perder o medo das algemas do GAECO. Quando o promotor falou que todos os 15 vereadores estão sendo investigados, causou uma celeuma geral e levou muitos a fazerem jejum e vigílias pesadas para ver se Deus os livrasse do demônio do GAECO.

Felizmente, por enquanto, esse medo se dissipou. Só que agora nossos vereadores de oposição vão ter que ser mais eficientes e valentes, pois o que era G-8 agora é claramente G-5. A composição agora ficou assim: Pavão, Arenes, Luzinete, Eliene e Charles são os atuais combatentes do mal. Bruno Soares que andava confuso e calado, agora mais do que nunca continua como uma folha em branco. Euzébio e Miquinha continuam firmes e fortes abraçados ao Valmir, mesmo que de vez em quando o Miquinha fala que não é governo, mas tem sido muito mais eficiente na bajulação do Valmir do que o Zacarias. Aliás, se o Valmir fosse justo entregaria a metade do governo aos dois petistas, pois graças a eles, continua sendo prefeito. Isso não é exagero: o Valmir deve o seu mandato exclusivamente a Miquinha e Euzébio.

Assim está nossa câmara, a "melhor" legislatura de todos os tempos. Assim caminha a humanidade!


quarta-feira, 5 de agosto de 2015

SEM INTERNET

Devido a falta de Internet,  a análise da sessão de ontem (4) e da nova configuração da câmara será postada amanhã (6). Quem continua na oposição e quem continua defendendo o governo falido do Valmir?